Muçulmanos queimam cerca de 1200 carros durante o Ano Novo na França


Antes de entrar no assunto, é preciso elucidar o que o islamismo tem a ver com a esquerda. Realmente, a primeira vista é um “casamento’ bizarro, porém qualquer coisa que for contra as bases da civilização ocidental será recebido de braços abertos pela esquerda.

Exemplos: Obama transformou a NASA em puxa-sacos de islâmicos, se voltou contra Israel, um aliado antigo dos EUA contra os “Estados Unidos do Islã” e apóia abertamente os palestinos. Nem os democratas eleitos antes dele fizeram nada parecido.
Aqui na América Latina, a esquerda que domina o continente é contra Israel e a favor do mundo islâmico.

A ONU, um ninho de esquerdistas e islâmicos não faz outra coisa a não ser ferrar o ocidente e Israel e votar contra os EUA (que paga as contas dessa aberração chamada ONU).

Os países europeus, tomados pelo socialismo, brigam para ver quem ganha a posição de prostituta número 1 do islamismo.

_____________________________________________________

Publicado em 01 de janeiro de 2013 em Conservative Papers

O Ministro do Interior da França, Manuel Valls, informou que na terça-feira, dia 01/01/2013, mil cento e noventa e três veículos foram queimados durante a noite em todo o país. Confrontos entre polícia e criminosos na véspera de Ano Novo ocorreram nos distritos de maioria muçulmana, nas cidades de Estrasburgo e Mulhouse. Cerca de sete policiais foram atacados noite de Réveillon.

Cerca de 1.200 carros foram queimados por muçulmanos na véspera do Ano Novo na França, onde a queima de carros nos feriados nacionais são uma espécie de tradição entre os moradores muçulmanos dos subúrbios.

Nos últimos anos, a celebração do Ano Novo e do Dia da Bastilha (14 de julho) na França, é muitas vezes marcado pela queima de carros também. Na noite de 01 de janeiro de 2010, havia 1.137 mil carros queimados. Na noite de 01 de janeiro de 2009 foram 1.147 carros queimados.

No verão de 2010, o ministro do Interior, Brice Hortefeux, tomou a decisão de parar a prática de contar os manifestantes, pois alegarou que isso só incentiva os jovens muçulmanos a cometer tais crimes. O atual ministro do Interior, disse que “o povo francês deve saber a verdade.”

A mídia mundial não informou sobre estes incidentes, e quando o faz raramente menciona sua origem ou a religião dos envolvidos.

Anúncios

Sobre Esquerdopatia

Minha missão é abrir os olhos para o mal que vem tomando os corações e mentes do mundo, uma psicopatia grave chamada esquerda, socialismo, comunismo ou coletivismo e seus companheiros de viagem, quais sejam: feminismo, islamismo, gayzismo, globalismo, paganismo, ateísmo. Muitas mentes e almas já estão perdidas, tamanha a lavagem cerebral a que foram submetidas, e não vêem o mal, mesmo que este lhes estapeie a cara. Porém, algumas ainda tem salvação. Nestas que pretendo concentrar meus esforços. So help me God.
Esse post foi publicado em Ameaça islâmica, Europa e marcado , , , , . Guardar link permanente.

3 respostas para Muçulmanos queimam cerca de 1200 carros durante o Ano Novo na França

    • Esquerdopatia disse:

      É um casamento bizarro, porém qualquer coisa que for contra as bases da civilização ocidental será recebido de braços abertos pela esquerda. Obama transformou a NASA em puxa-sacos de islâmicos, se voltou contra Israel, um aliado antigo dos EUA contra os “Estados Unidos do Islã” e apóia abertamente os palestinos. Nem os democratas eleitos antes dele fizeram nada parecido.
      Aqui na América Latina, a maioria é contra Isral e é pró-palestinos.
      A ONU, um ninho de esquerdistas e islâmicos não faz outra coisa a não ser ferrar o ocidente e Israel e votar contra os EUA (que paga as contas dessa aberração chamada ONU).
      Os países europeus, tomados pelo socialismo, brigam para ver quem ganha a posição de puta número 1 do islã.
      É de amargar.
      Abraços.

  1. Eliseu disse:

    A solução pode é única e simples: EXPULSAR OS IMIGRANTES MUÇULMANOS (OU DE QUALQUER OUTRO CREDO OU NACIONALIDADE) QUE NÃO SE ADAPTEM AO PAÍS EM QUESTÃO, é simples, quando começamos a trabalhar temos que nos adaptar à empresa e não a empresa se adaptar a nós, o mesmo com eles, ou se adaptam ou caiam fora.
    E quanto às taxas de fertilidade, é só incentivar mais a maternidade para que no futuro não falte gente para mão-de-obra…

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s